Periferia contra o genocídio

…só mais um…

É só mais uma calçada. Mais uma rua de nome desconhecido. Mais um bairro sem nome bonito. É só mais um canto esquecido na grande cidade.
E ele era só mais um. Mais um corpo franzino. Mais um sorriso espremido. Mais um olhar apertado. Mais um braço esforçado no chão da grande cidade.
E do outro lado, eles eram vários. Eram corpos fardados, braços espalhados pelas ruas sem nomes. Mais e mais dedos engatilhados. Mais e mais músculos apontados pra alvos franzinos. Tentáculos.  Passos “justos” com botas negras marchando pelas calçadas tingidas de sangue da grande cidade.
E foi só mais um estampido. Só mais um gemido na noite pra sempre perdida. E agora ele é só mais um dado, mais uma estatística, mais um processo arquivado nos corredores assépticos dos magistrados da grande cidade.
E é só mais uma calçada. Mais uma rua de nome desconhecido. Mais um bairro sem nome bonito. Mas será sempre um choro convulso. Será sempre um eco aflito. Será sempre um grito de luta esculpido nos muros pichados de sangue em todos os cantos esquecidos da grande cidade.
 
Dani Santos
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s