Repressão policial no Grajaú

A polícia cumprindo seu papel

Há algumas semanas, num evento no BNH, organizado pelos camaradas do IntegArte, a PM chega, “enquadra” todo mundo, enfileira todos os homens contra o muro, daquele jeito que a gente sabe como é…

Noutro lugar, perto do terminal Grajaú, um pessoal curtindo um ensaio de uma escola de samba é enxotado da praça, numa operação de “limpeza” da praça feita pela PM, que agora acontece todo final de semana…

Essas são algumas demonstrações do papel que a polícia cumpre cotidianamente, em nossa maravilhosa ordem social. Nas quebradas, a gente se juntar numa rua, numa praça pra ouvir um som, ficar de boa, trocar idéia ou jogar conversa fora, é um crime, e a gente se torna culpado mesmo sem julgamento.

No geral, a tal “política social” ou a tal “política cultural” aqui é principalmente cadeia e esculacho. Quando a gente tá trampando e enchendo ainda mais o bolso dos endinheirados, tá firmeza, a gente é tolerado. Mas fora disso eles queriam que a gente sumisse do mapa, no máximo ficasse trancado dentro de casa, ou num presídio.

Isso é a “segurança pública” dos “de cima”… A transformação desse quadro só pode vir dos “de baixo”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s