Polícia Militar em área de risco

Criminalização da pobreza

A prefeitura de São Paulo declarou que vai ampliar mais uma operação de criminalização da pobreza. Ontem foi noticiado nos jornais que a operação Delegada, que já atua contra o comércio ambulante em diversos bairros, vai se ampliar para as periferias e incluirá também a fiscalização de áreas de risco, para combater ocupações. A Polícia Militar será contratada, em seus períodos de folga, para reprimir ocupações “irregulares” e atividades comerciais. Com isso, o Estado pretende tomar os meios de vida do povo da periferia.

A contratação será feita pelas Subprefeituras e a parceira com o governo do estado conta com o recurso de 100 milhões de reais, para colocar 3.500 homens trabalhando. Além da Secretaria Municipal de Habitação declarar explicitamente que contrata jagunços para ameaçar população que está sendo despejada, e da grande maioria das Subprefeituras serem comandadas por coronéis (22, das 31 que existem em SP), ainda querem colocar a polícia nessas regiões. Quer dizer, quando o Estado aparece, é apenas para criminalizar a pobreza e destruir as formas que o povo construiu.

Isso é uma ameaça ao povo, e mais uma arma que será usada para a realização ainda mais violenta dos despejos em massa que estão em curso. Não podemos permitir que mais instrumentos contra o povo se instalem em nossas trincheiras!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s