Vila Rubi Luta

Moradores da Vila Rubi seguem mobilizados e prometem resistir às remoções

Por volta das 19h30 de ontem, 28 de julho, os moradores que resistem às remoções ilegais promovidas pela Prefeitura de São Paulo e pelo Consórcio Santa Bárbara projetaram o vídeo Vila Rubi Luta, que documenta a mobilização que eles fizeram na semana passada no canteiro de obras da empresa. Na ocasião, eles exigiam que algum representante das obras apresentasse com mais transparência, a toda comunidade, qual é projeto que eles têm para o bairro e o quê teriam para oferecer em contrapartida àquelas pessoas que terão de abandonar as suas casas. Como era de se esperar, não ouve esta atenção nem por parte da empreiteira e nem por parte da Prefeitura.

Logo depois do filme, junto com outros moradores de outra parte da comunidade, que temem que a onda de remoção também os atinja logo logo, as famílias trocaram idéias e pensaram os próximos passos que deverão seguir.

Veja abaixo o vídeo

Vila Rubi Luta:

Fotos da projeção do vídeo e da conversa entre os moradores:

 

Anúncios

5 Respostas para “Vila Rubi Luta

  1. Assisti o video da comunidade Rubi, mas fiquei curioso… uma mulher que mora lá disse que perde tudo o que tem quando chove mas ela ainda tah la. Esse video é a favor ou contra a obra??? eu não entendi…

    tambem acho que a prefeitura podia trabalhar melhor mas essa obra é para ajudar ou não a comunidade???

  2. Caro José,
    A situação, às vezes, é tão absurda que, infelizmente, não é raro que os moradores se encontrem nessa armadilha: ao mesmo tempo que não suportam mais viver em condições extremamente precárias, não têm para onde ir. Ficam, assim, obrigados a defenderem o seu pequeno lugar, ainda que este lugar esteja longe de ser o paraíso.

    O que o vídeo revela é que o Poder Público só aparece para estas pessoas pela forma do despejo, e muitas vezes acompanhado pela polícia. Onde estava a prefeitura quando as enxentes destruiam todos os pertencem daquela senhora? Curiosamente, as contas de água e esgoto nunca deixaram de chegar; e este dinheiro deveriam custear estas obras de saneamente.

    A verdade é que as famílias não são contra uma obra de saneamento, elas apenas exigem que este tipo de projeto seja apresentado previamente a elas, para que elas possam participam das decisões. E, claro, que uma alternativa habitacional lhes seja dada.

    Havendo estas condições, tenho certeza de que ninguém reclaria de estar saindo da beira do córrego. Com bem demonstrou a fala daquela senhora, estas famílias só estão lá porque não há outro lugar para elas no mundo. Ou há?

    Abraços cordiais,
    Rede Extremo Sul

  3. EU MORO BEIRANDO A VILA RUBI Á MAIS DE 25 ANOS…TENHO O COSTUME DE PASSAR PELO MEIO DELA QUANDO VOU TRABALHAR, E VEJO JÁ DENTRO DA PRÓPRIA FAVELA SITUAÇÕES DE DIVISÃO, OU SEJA…EXISTEM CASAS CONSTRUÍDAS QUE SÃO VERDADEIROS PALÁCIOS, COM 3 ANDARES TOTALMENTE ACABADAS, COM CHURRASQUEIRAS COM GARAGEM PARA MAIS DE 3 AUTOMÓVEIS, E MUITAS COM COMÉRCIOS.
    ESSAS CASAS SÃO CONSTRUIDAS NO ALTO DA FAVELA, COM SAIDA PARA O PQ DAS ARVORES ONDE O METRÔ QUADRADO ESTA EM TORNO HJ DE 900,00 REAIS. jÁ NO CENTRO DA FAVELA A SITUAÇÃ É DIFERENTE, E CREIO QUE O QUE É P UM É PARA TODOS, SE OS BARRACOS NO MEIO DA FAVELA SÃO ILEGAIS, AS CASAS CONTRUÍDAS EM TORNE DELA TBM SÃO! UNS SÃO PRIVILEGIADOS OUTROS NÃO, AS DIFERENÇAS ÉSTÃO DENTRO DA PROPRIA FAVELA O QUE VALE MUITO Á PENA TENTAR ENTENDER!

  4. Eu acho um absurdo essa manifestação,pq eles ja sabiam que estavam em areas invadidas de risco,então… Eles reclaman qd chove e a agua invadem suas casas(barracos)mais hoje eu percebi que algumas pessoas que moram em cima do corrégo e manifestam contra as obras do governo para melhorias do bairro, então eu vos pergunto:OS MANIFESTANTES GOSTAM DE VIVER NA MERDA?,pq se não gostassem aceitariam a ajuda do governo do aluguél social e deixariam de viver na merda,mais não é o que percebi, apareceram varios manifestantes que querem atrapalhar o crescimento do bairro, e depois reclamam qd o corrego nem dia de chuva invadem suas casas? E falam que os governos nada fazem? Isso é pura mentira, o governo quer melhorar mais os manifestantes não querem saber apenas reclamam mais não colaboram, É O QUE PENSO….

    • Cara Ana Claudia,
      Pode ter certeza de que ninguém gosta de viver na merda, e tampouco à beira de um córrego.
      O problema é que as pessoas não têm para onde ir. Entre viver “na merda”, como você disse, e
      não viver, a primeira opção parece ser a mais plausível, não acha?
      Em relação ao aluguel social, cara Ana, não se iluda. A prefeitura não oferece o “benefício” a todas
      famílias afetadas. É preciso muita luta para que algum tipo de ajuda seja oferecido.
      E, quando essa ajuda acontece, o valor é insuficiente para alugar qualquer outro barraco
      que for. Na melhor das hipóteses, a situação acaba na mesma: as famílias vão morar à beira
      de um outro córrego.
      Agradecemos o seu comentário, pois ele permite esclarecer algumas confusões muito comuns
      que se fazem sobre o assunto.

      Cordialmente,
      Rede Extremo Sul

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s